18 abril 2011

Crises existenciais contemporâneas

5 comentários:

  1. Descreva, ou tente, contabilizando as emoções, alegrias, felicidade, e até tristezas que teve frente a todas essas questões de agora...
    No fundo, bem no fundo, no topo, no meio, seja onde for, a verdade é que vale a pena. Ainda que seja passageiro!
    Descreva-se como MUITO importante para muita gente, como pra mim!
    Beijos querida!

    ResponderExcluir
  2. parece q as perguntas só mudam a contextualização, mas a essência é a mesma... Entre morrer de agonia por não achar respostas únicas no tempo infinito e viver me adaptando às respostas no tempo instantâneo, acho que posso viver com a segunda opção

    ResponderExcluir
  3. "I don't believe in promise. I don't believe in chance. I don't believe you can resist the things that make no sense. I don't believe reality would bethe way it should. But I believe in fantasy the future's understood."


    http://www.youtube.com/watch?v=EAGBndvUhZA

    ResponderExcluir
  4. Depois de tantas perguntas -"on co tô?... on co vô?...quem co sô?"
    Abraço!

    Luiz

    ResponderExcluir